Nunca pensei que voltasse aos tempos do leite com chocolate… Mas é verdade! Confirma-se!

É a minha nova bebida preferida e acho que, agora com chuva, vento e dias cinzentos, não vai passar de moda cá em casa… Muito fácil de fazer e uma alternativa ao leite de vaca, aos açúcares processados e a pacotes de compra que nem sabemos o que levam...

DSC_0763

Há mais de um ano publiquei este texto. Agora continuo a achar o mesmo. Já se informou acerca do leite de vaca? Aqui vai a minha opinião:

Cada vez acho mais que não faz sentido (nós, humanos!) bebermos leite.

Há apenas umas centenas de anos não se bebia outro leite que não o materno em tenras idades, já para não falar que nenhum mamífero o faz.

Sabiam que cada leite é especificamente "projectado" para um animal | bebé | filho ?! Isto passa-se tanto connosco, humanos, como com os animais. Quero dizer que, por exemplo, o leite de vaca é "feito" propositadamente para os bezerros, na verdade, é feito especificamente para cada cria. Querendo dizer que o leite produzido para a primeira cria é diferente do leite produzido para a segunda.

E, não é preciso raciocinar muito, os animais precisam de outros nutrientes e em quantidades diferentes das nossas. E quem é que bebe este leite a vida toda?!?! Pois!

 

Mas então e a osteoporose? - perguntam, porque a avó teve ou a mãe tem, ou aquele anúncio na televisão diz que o leite ajuda...

Na minha família do lado da mãe todas tiveram, já têm ou têm probabilidades de ter osteoporose. Há uns meses a minha avó R. fez uma radiografia e a osteoporose já danificou tanto os ossos que o rx parece renda!

Com o historial de família que tenho, sei que preciso de combater a chegada da osteoporose e de prevenir os seus efeitos. Por isso informo-me e tomo as minhas decisões.

Alguns factos interessantes:

- O leite contém gorduras saturadas. Mesmo comprando leite magro (quimicamente modificado) acabamos por consumir essas gorduras nas natas, bolos de pastelaria ou manteigas.

- 99% do cálcio no nosso corpo aloja-se nos ossos. O resto circula no sangue.

- De cada vez que ingerimos leite, acidifica-se o nosso PH. O cálcio ajuda a neutralizá-lo, por isso "sai" dos nossos ossos, neutraliza o PH e é expelido na urina. O que acontece? Bebemos um copo de leite e a quantidade de cálcio no nosso sistema diminui. Weird!

- Nos países com menor consumo de lacticínios, nota-se um menor número de fraturas de ossos.

- Hoje em dia o leite que compramos é, sempre, processado. Já para não falar das pasteurizações e homogenizações que o leite sofre para depois entrar nos tetrapacks com uma validade de mais de um ano, as vacas recebem hormonas geneticamente concebidas para aumentar a produção de leite, que por sua vez, quando chegam a nós, alteram os níveis do sangue, como a insulina, e podem até aumentar os riscos de desenvolver cancro (mas também, diz-se que tudo aumenta o risco de cancro, por isso esta última... uh)

- O leite foi retirado do Healthy Eating Plate, um guia alimentar, como a pirâmide ou a roda dos alimentos, feita pela Universidade de Harvard. Este guia foi actualizado em 2012 e declara que o fez depois de estudos intensivos e, principalmente, sem a influência dos lobby's da indústria alimentar (super poderosos nos EUA - vejam o doc. Food Inc.).
DSC_0772

 

Leite de avelãs com chocolate

1 pessoa

 

ž  1 caneca de leite de avelãs (comprei mas pode fazer assim)

ž  1 c. café de mel

ž  2 c. café de cacau cru em pó

 

Nota: Pode usar mais ou menos mel/cacau de acordo com o gosto pessoal. Eu adoro assim, pouco doce e bem achocolatado, com todo o sabor da mistura habitual que é o chocolate e as avelãs.

 

Leve o leite e o mel a aquecer.

Junte o cacau e mexa bem – gosto de usar uma vara de arames para ter a certeza que o cacau fica bem diluído.

Bom apetite!